Como Visitar A Mata Nacional Dos Sete Montes Em 2023

A Mata Nacional dos Sete Montes é o principal parque verde e jardim público da cidade de Tomar. Com cerca de 39 hectares, é igualmente chamada de Cerca do Convento de Cristo, uma vez que foi propriedade da Ordem de Cristo até à extinção das ordens religiosas em 1834.

Hoje em dia, a Mata Nacional dos Sete Montes é o local ideal em Tomar para passear, fazer desporto, relaxar, conviver, fazer piqueniques e, claro, para desfrutar da natureza e do ar livre. Aqui, encontras vários parques de merendas e percursos pedestres, além de um parque infantil e outros pontos de interesse – como o Centro de Interpretação Ambiental, a Charolinha, o Lagar de Azeite e o Tanque da Cadeira d’El Rei!

Por isso, queres saber Como Visitar A Mata Nacional Dos Sete Montes Em 2023? Continua a ler!

Este artigo pode conter links de afiliados, o que significa que eu ganho uma pequena comissão se fizeres uma compra, sem nenhum custo adicional para ti. Lê o meu aviso legal & política de privacidade para mais informações.

Sem tempo para ler agora? Guarda para depois!

Mata Nacional dos Sete Montes
Mata Nacional dos Sete Montes

Breve História da Mata Nacional dos Sete Montes

Sabias que as primeiras referências históricas à Mata Nacional dos Sete Montes datam do século XV? Ainda assim, a Cerca do Convento de Cristo só foi planificada no século seguinte, durante o reinado de D. João III (1521-1557). Nessa altura, estas propriedades eram compostas por áreas de floresta e terrenos agrícolas.

Com a agregação deste “pulmão verde” ao Convento de Cristo, os monges ganharam um grande espaço exterior de clausura integral, dedicado ao recolhimento e oração. Já para não falar das muitas terras para cultivo, que permitiam a sustentabilidade da comunidade conventual!

Convento de Cristo

Contudo, tudo mudou a 30 de maio de 1834, com a promulgação da lei que extinguiu todas as ordens religiosas em Portugal. Como consequência, a Cerca do Convento de Cristo foi vendida em hasta pública em 1838, a António Costa Cabral (um ministro da rainha D. Maria II, que recebeu os títulos de Conde de Tomar e Duque de Tomar).

Já em 1936, o sítio foi readquirido pelo Estado e, dois anos depois, foi convertido num parque florestal. Finalmente, em 1986, a Cerca do Convento de Cristo foi integrada no Serviço Nacional de Parques, Reservas e Conservação da Natureza e recebeu o nome atual de Mata dos Sete Montes!

Património Mundial

Sabias que a Mata Nacional dos Sete Montes fez parte do primeiro conjunto de inscrições de Portugal na Lista do Património Mundial da UNESCO? Esta 7ª sessão do Comité de Património Mundial realizou-se em Florença (Itália), entre os dias 5 e 9 de dezembro de 1983.

Três outros sítios portugueses foram anunciados na sessão: a Zona Central da Cidade de Angra do Heroísmo nos Açores; o Mosteiro da Batalha; e o Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém em Lisboa.

Hoje em dia, Portugal é o nono país da Europa e décimo-oitavo país do mundo com mais sítios UNESCO, empatado com a Polónia. Possui dezassete bens patrimoniais (tanto culturais, como naturais) inscritos na lista mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura!

Entretanto, já tive a oportunidade de visitar catorze:

Como Chegar à Mata Nacional dos Sete Montes

Na minha opinião, a melhor forma de visitar a Mata Nacional dos Sete Montes (e a cidade de Tomar) é numa day trip desde Lisboa. E para lá chegares desde a capital portuguesa, tens duas opções: viajar de carro (cerca de 135 km) ou de transportes públicos (2 horas de comboio regional ou 1h45 de autocarro).

Contudo, Tomar é também uma excelente paragem numa road trip pela sub-região do Médio Tejo ou pelo distrito de Santarém! Nesse caso, sugiro que explores outros destinos nas redondezas: Constância (a 20 km), Entroncamento (a 22 km), Vila Nova da Barquinha (a 24 km), Torres Novas (a 26 km), Abrantes (a 30 km), ou Sardoal (a 32 km).

Horários de Abertura & Preços de Bilhetes

A Mata Nacional dos Sete Montes está aberta todos os dias, das 08:30 às 19:30 (de abril a outubro) ou das 08:30 às 17:30 (de novembro a março), sendo que a última entrada acontece às 19:00 ou 17:00, respetivamente. Os únicos dias do ano em que o parque fecha são os feriados de 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio e 25 de dezembro.

A entrada na Mata Nacional dos Sete Montes é gratuita para todos!

O Que Ver na Mata Nacional dos Sete Montes

Centro de Interpretação Ambiental

O Centro de Interpretação Ambiental, oficialmente CISA – Centro de Interpretação e Sensibilização Ambiental, foi inaugurado ao público em 2012. Podes encontrá-lo junto à entrada da Mata Nacional dos Sete Montes, na Praceta Infante Dom Henrique.

Este pequeno museu está aberto de quarta-feira a domingo, das 14:00 às 17:30. E a entrada também é gratuita para toda a gente!

Jardim Formal

O Jardim Formal da Mata Nacional dos Sete Montes é um jardim municipal ao estilo dos jardins formais franceses – como o Jardim do Cerco (em Mafra), os Jardins do Palácio de Versalhes, os Jardins do Palácio de Fontainebleau ou o Jardim das Tulherias (em Paris).

Localizado à entrada da Mata Nacional dos Sete Montes e na sua cota mais baixa, o Jardim Formal correspondia à antiga zona de hortas e pomares da Cerca do Convento de Cristo. Agora, os canteiros de buxo de traçado geométrico envolvem diferentes espécies de flores e outros pequenos arbustos.

Parques de Merendas

A Mata Nacional dos Sete Montes foi reformada nos últimos anos para melhor acolher as famílias nos seus tempos livres e os Parques de Merendas são um dos grandes exemplos disso. Ao todo, existem três Parques de Merendas: um a norte do Jardim Formal e paralelo tanto a este jardim municipal como aos dois percursos pedestres; e dois construídos lado a lado, ao fundo do Jardim Formal e junto ao Parque Infantil.

Charolinha

A Charolinha da Mata Nacional dos Sete Montes é o elemento mais emblemático deste parque público.

Esta torre cilíndrica de pedra lavrada é aquilo a que normalmente se chama de “casa de fresco”: um pequeno edifício instalado no exterior, que servia de “abrigo refrescante” nas horas de maior calor. Outra “casa de fresco” muito conhecida em Portugal é a Gruta dos Banhos, no Palácio Nacional de Sintra!

A Charolinha está rodeada por um tanque circular e pode ser acedida através de uma pequena ponte de pedra nas traseiras. E a sua semelhança com as torres-lanternas do Convento de Cristo deve-se ao facto de ter sido projetada por João de Castilho (o arquiteto responsável pela reforma renascentista do monumento, na primeira metade do século XVI)!

Lagar de Azeite

Nos dias que correm, a Mata Nacional dos Sete Montes dispõe de um caminho de acesso ao Convento de Cristo (pela Torre da Condessa), bem como de dois outros percursos pedestres, perfeitos para a prática de desporto (corridas e caminhadas):

  • Caminho da Cadeira d’El Rei – de dificuldade média e com uma distância de 3 km (1h30)
  • Caminho da Charolinha – de dificuldade média, mas com uma distância de 2 km (1h)

Se quiseres visitar as ruínas do antigo Lagar de Azeite do Convento de Cristo, tens obrigatoriamente de escolher o Caminho da Cadeira d’El Rei, visto que o Caminho da Charolinha não passa por estes lados (a zona mais a norte da Mata Nacional dos Sete Montes).

Tanque da Cadeira d’El Rei

O Tanque da Cadeira d’El Rei situa-se no extremo noroeste da Mata Nacional dos Sete Montes, a pouco mais de 200 metros do Miradouro do Baloiço – este último, inaugurado no Verão de 2021. O grande reservatório de água era usado para regar os olivais, pomares e hortas da Cerca do Convento de Cristo.

Partilha este artigo nas tuas redes sociais!

Mais Artigos sobre Portugal

Mais Artigos sobre Jardins e Parques

Mais Artigos sobre Património Mundial

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Scroll to Top